segunda-feira, 17 de novembro de 2008

SECRETÁRIO DE PLANEJAMENTO DE PARAUAPEBAS

O futuro Secretário de Planejamento e Gestão do governo Darci Lermen a partir de janeiro de 2009, será o professor Delmar Steffen.

Delmar Steffen é natural de São Luiz Gonzaga (RS), e tem um curriculun invejável: é formado em Letras pela Universidade Católica de Minas Gerais e em Administração Escolar pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, cursou especialização e mestrado. Casado, pai de três filhos, ex-seminarista, foi vice-diretor e diretor da Escola Polivalente em Santa Rosa (RS), professor e chefe do Departamento de Letras da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Dom Bosco, em Santa Rosa. Foi presidente e depois vice-presidente do Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul, Secretário de Finanças da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, Chefe de Gabinete da Prefeitura Municipal de Porto Alegre.

É membro e militante do Partido dos Trabalhadores, partido pelo qual disputou uma vaga ao Senado em 1990, obtendo 290 mil votos e foi também candidato à Deputado Federal pelo Rio Grande Sul em 1994, onde recebeu 12.785 votos.

Esse é o escolhido para ocupar a futura Secretaria que, segundo o prefeito, será uma das mais importantes do governo. Seu gestor terá o status de primeiro-ministro. Será o elo de ligação entre as demais Secretarias e despachará em todas as diretrizes do novo governo.

5 comentários:

Anônimo disse...

É o cara!

Anônimo disse...

parquedistas a vista

Fessor disse...

Quem sabe sendo professor e militante pela causa do magistério, ele possa dar um pouco mais de dignidade para esses pobres sofredores do município. Profissão esquecida pelo milionário prefeito.

Anônimo disse...

O professor do da rede minicipal nunca ganhou tão bem. Concordo que merecemos um salário melhor do que o atual, melhores condições de trabalho, horário mais ameno, material didático de melhor qualidade entre outras. Triste mesmo era no governo da deputada e no de Faisal, nesse até greve teve.

Anônimo disse...

era pra ter um aumento salarial maior nesse governo, mas o vereador Euzébio votou contra esse aumento. Ele e a bancada governista