terça-feira, 15 de julho de 2008

SIDERÚRGICA EM MARABÁ

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente da Vale, Roger Agnelli, e a governadora Ana Júlia Carepa vão anunciar oficialmente na primeira quinzena de agosto, em Belém, a implantação de uma indústria siderúrgica para produção de aço no município de Marabá. Será lançada na ocasião a empresa responsável pela execução do projeto, a Usina Siderúrgica do Pará.
O projeto da siderúrgica prevê a verticalização completa, o que inclui a produção de bobinas laminadas a quente, chapas grossas e placas. Com isso a usina estará apta a fornecer produtos acabados para a indústria de transformação.
A implantação da siderúrgica, com capacidade de produção para 2,4 milhões de toneladas/ano, vai mobilizar investimentos da ordem de US$ 6 bilhões, sendo US$ 3 bilhões na primeira fase e os restantes US$ 3 bilhões na segunda.
As informações disponíveis até o momento alimentam a expectativa de que o empreendimento vai gerar 15 mil empregos na fase de construção e em torno de 15 mil também na fase de operação, sendo cerca de 3 mil diretos e 12 mil indiretos.
Fonte: Diário do Pará.

11 comentários:

Anônimo disse...

Pois é né?siderúrgica em Marabá,e o prefeito de Parauapebas Darci Lesma,desculpe Darci Lermen que é tão ligado a governadora Ana Júlia não consegue trazer para nosso município pelo menos uma industriazinha qualquer,e olha que Parauapebas fica bem mais perto da matéria-prima que Marabá,e economizaria muito em logística para essa siderúrgica,é duro ter um prefeito e assessores que só pensam em benefício próprio.
Baltazar Gonçalves
baltazar.7@hotmail.com

Anônimo disse...

Essa siderurgica em Marabá é um trabalho de anos que agora se frutificou. Não é tao facil assim.

O carrasco disse...

Gente O darci não Sabe articular junto com a governadora, mesmo porque o prefeito da cidade é João Fontana que já articulou muito bem, uma obra na sua fazenda, que conta com uma casa, lago, curral moderno, provou que é um bom secretário de Obra, Desculpa estava falando de beneficio para parauapeba foi mal ai desculpa...

Anônimo disse...

Ate onde eu sei o Joao não fazenda nenhuma, comprou um lote na área da APA e vendeu pois estava chegando o dia de pagar e ele não tinha o dinheiro.

Anônimo disse...

Ta legal das 19:31, já estou até sentindo pena do Fontana. Acho bom começar fazer uma vaquinha pro fontana pegar as contas!!!

Anônimo disse...

AlôôOO anônimo 13:14! Páre de apresentar argumento imbecil!!! Acorda pra realidade. Realmente o prefeito Darci não trouxe para Parauapebas uma siderúrgica. Conquistou logo foi um distrito industrial e um pólo moveleiro!kkkkkkkkkkk. "É duro" ter invejosos de plantão" kkkkkkkkkkkk.
E a tua candidatazinha, Mal Mesquinha, o q foi q ela fez por Parauapebas? Absolutamente nada! Os anos em que ela esteve na frente da gestão de cidade, fez o município parar no tempo. Me esforço aqui para lembrar de alguma coisa q ela fez, mas não consigo, e tenho certeza q ninguem conseguirá. Ela não fez nada. kkkkkkkkk Deixou um vazio na história de Parauapebas, lamentavelmente.

Anônimo disse...

"Mal Mesquinha" kkkkkk. Essa foi boa e vai pegar, por que é isso mesmo que aquelazinha é.kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Lebasi disse...

Ao Anônimo com aminésia.

1 - Em 1997 Bel recebeu a PMP com apenas 20% da população atendida com água não tratada, chegou a atender até 100% no primeiro mandato e entregou com 77% no segundo com água tratada.
2 - Apenas 5 bairros na cidade era atendido com energia eletrica e apenas 42% da cidade tinha iluninação pública. Entregou com 100% dos 21 bairros urbanos e 5 bairros ruaris com eletrificação e iluminação pública, sem o programa Luz para todos do Lula.
3 - Em 1997 só 20% das ruas eram asfaltadas, no final do Governo Bel esse número chegou a 80%.
4 - 190 metros de pontes de concreto armado e 694 metros de pontes de madeira interligaram os bairros na cidade e na z. rural.
5 - Foram abertos 215 KM de estradas vicinais na z. rural.
6 - Foram construídas 24 quadras poliesportivas, 6 praças públicas, 5 km de ciclovias, 01 ginásio poliesportivo.
7 - Recebeu o município com 8 escolas e entregou com 18, recebeu com 95 salas de aula e entregou com 218; recebeu com 4 creches e entregou com 11;recebeu com 294 professores e entregou com 876 , detalhe, todos formados em seu governo;na z. rural não existia professor e foi entregue com 64 professores; construiu o CEUP onde existia 25 cursos bancados pela PMP;
8 - Recebeu a PMP com 6 médicos, 6 enfermeiros, 16 Ag. saúde e 10 aux. enfermagem, e entregou com 30 médicos , 18 enfermeiros, 182 Ag. de saúde e 136 aux. de enfermegem.
Tem mais coisas. Absorva essas e mude seu pensamento.Ainda há tempo

Anônimo disse...

Ao anônimo fantasioso

Muito fácil encher esse comentário com coisas inventadas ou exageradas. Já no primeiro ponto já dar para identificar o absurdo e as incoerências. Então a Mal Mesquinha contribuiu para o problema da água no primeiro mandato com 20%? Isso é vergonhoso! Apenas 20% e ter feito o trabalho dá pior qualidade. E no segundo mandato, meu Deus, 77%? Aí que a coisa ficou feia. Era cano quebrado pra tudo q lado.kkkkkkkkkkkk. Agua mesmo para cidade só se fosse nos papéis. kkkkkkkkkkkkkk. No segundo ponto, valha-me Deus! Que exaagero, pra não dizer mentira. Isso não procede, amigo! Prove!.
O terceiro ponto, acho q essa informação nao poderia está aquinão sem a autorização da Vale. Pq se é que teve esse percentual de asfalto foi com o financiamento da Vale, assim como outros pontos citados por vc, ou seja, não é mérito da tua Mal nao. Sem contar q os investimentos na educação, como a construção de escolas e ginásio foram resultados de convênios estaduais (isso ela fez, e qdo o Darci assumiu teve q pagar o saldo negativo).
É verdade, construiu o ceup, parceria com a UFPA, oh lindo e maravilhoso. kkkkkkk. "25 cursos?!!! Quais? Pq sinceramente, naquele tempo muita gente teve q sair daqui pq aqui o ceup nao oferecia cursos universitários. Diferente de hoje, onde ótimos cursos são ofertados.
A saúde era uma vergonha. O povo perecia na fila do hospital municipal, sequer tinha postos de saúde nos bairros.
Oh, amigo! Vamos pegar leve. Esse povo não merece voltar a esse sofrimento não. Essa cidade tem q continuar crescendo. Sinceramente, verdadeiramente, essa Mal Mesquinha não merece nem o seu voto. Ainda é tempo. Procure se informar e não pense apenas em vc não. Pense nesse povo q merece continuar trilhando no caminho certo. Pense nisso!

Mário disse...

Fala sério amigo! chão preto de 01 (um) centimentro, que parecia mais areia na época da Mal Mesquinha era o que se via. e um mês depois não via mais, era a exemplo das ruas do bairro altamira, que pouco tempo vicaram asfaltadas e esfraleraram vá lá pra comprovar.

Anônimo disse...

Fiz um comentário sobre a siderúrgica de Marabá e alguns apaniguados do Sr.Prefeito Darci Lermem retrucaram minha opinião se referindo que o dito prefeito conseguiu para Parauapebas um distrito industrial e um pólo moveleiro,é verdade e já faz um bom tempo que ele conseguiu "TUDO" isso,só que ainda não percebi a instalação de nenhuma industria ali por aquelas bandas,talvez essas pessoas tenham o conhecimento limitado sobre este assunto,mas além do distrito industrial e preciso criar incentivos e vantagens para que essas empresas possam se interessar e estabelecerem em nosso município,é só colocar esse monte de "ASPONES" pra fazer contatos e conseguirem empresas que possam se interessar em nosso município,oferecendo vantagens e incentivos,talvez essas pessoas que tentaram defender o Sr. Prefeito sejam alguns desses ditos "ASPONES",finalizo aqui dizendo que não tive a intenção de criticar sobre a incompetência do Sr.Prefeito e seus apaniguados, e sim mostrar que eles poderiam e podem fazer algo mais pelo nosso município.
Baltazar Gonçalves