quinta-feira, 24 de julho de 2008

PSIU

"PSIU" - Este é o nome da campanha que a Prefeitura Municipal de Parauapebas, através da Secretaria de Meio Ambiente, elaborou para se vingar dos evangélicos. A campanha visa diminuir a poluição sonora na cidade. Além de outras atitudes a serem tomadas, a PMP proibiu os evangélicos de manifestar às suas crenças e fé em locais públicos.
O Jornal "O Regional" publicou em seu site uma matéria onde o Prefeito Municipal se desculpa pela indelicadeza com os evangélicos. Procuramos em todos os setores do site da PMP e até este momento nada encontramos. O Prefeito caso realmente reconheça o erro, deveria publicar Nota Oficial através de sua assessoria nos sistemas de comunicações públicos, ou seja, na Rádio legalizada e que recebe uma fatia gorda em publicidade, na TV Bandeirantes e na página da Prefeitura na internet.

16 comentários:

Anônimo disse...

e lamentavel uma atitude desta,só falta agora estes malucos colocar uma mordaça na população.Realmente falta controle ou o que falta para estas pessoas assim tão insensiveis,a que ponto chegamos?ou quen sabe chegaremos?de uma coisa eu sei. {SÓ JESÚS SALVA}

Anônimo disse...

Certíssimo o Darci.Que negócio é esse de ficar tagarelando, mil vozes de uma só vez, perturbando as pessoas?!?! Ninguém aguenta uma agonia daquela!PAU NO FANATISMO! Jesus não é surdo! Só por isso eu voto no Darci!

José Lopes disse...

A campanha por uma cidade menos barulhenta,é digna de aplausos.Se um dia queremos merecer o título de cidade civilizada,precisamos começar já.Buzinas de automóveis,carros com aparelhagem de som que parecem trios elétricos,musica em alto volume em locais públicos,são exemplos negativos que menosprezam nossa cidadania.Evidentemente as igrejas, sejam lá de que denominação for,deveriam ser as primeiras a dar o exemplo de cidadania,respeitando o bem-comum.Triste exemplo os evangélicos estão a dar,querendo pairar acima da lei.A campanha do PSIU,com outros nomes, existem em centenas de cidades deste País,e, ao que eu saiba,as igrejas locais se adaptaram,pois existem mecanismos para tal,como isolamento acústico.Lamentável e demagógica a atitude do Prefeito em desculpar-se,quando na verdade, deveria levar em consideração o interesse da coletividade. Se as Igrejas podem fazer barulho,os bares, as boates,os filhinhos-de-papai em seus carrões também podem.
Se a pressão descabida dessa parcela da população, que se professam homens-de-bem for aceita,realmente nosso prefeito merece perder as eleições.O direito de um termina quando começa o do próximo.JESUS CRISTO JAMAIS ACEITOU PRIVILÉGIOS.Adaptem suas igrejas,façam revestimento acústico,sejam cidadãos.

Anônimo disse...

Isso aí mano de cima. Tem que arrebentar esses crentes mesmo. É Darci!!!

Anônimo disse...

SENHOR PERDOAI,ELES NÃO SABEM O QUE DIZEM............

Anônimo disse...

rapaz.. eu nao gosto do Darci nao...
mas isso ateh q foi certo.. Deus não é surdo... as orações devem ser feitas de coração e não gritando... eh minha opniao...

Anônimo disse...

SENHOR CONTINUE PERDOANDO ESTES PECADORES, ELES NÃO SABEN O QUE DIZEM.

Anônimo disse...

Bem colocada a posição do anônimo das 19:01 hs., mais tão somente no que diz respeito a lei ser para todos, só que infelizmente quem anda a noite na cidade pode constatar que em relação aos filhinhos de papai com seus carrões ela não se aplica, pois, é comum se ver nas praças e bares da cidade, em qualquer dia da semana, os citados cidadãos com o som de seus carros ligados a todo volume, não respeitando se os presentes naqueles locais concordam ou não com a barulheira, já no que diz respeito aos cultos evangélicos, acredito que são agendados e programados para acontecer e assim sendo, dá direito as pessoas da área destinada para o ato reclamarem com antecedencia para evitar o acontecimento. Então pq ao invés de proibir literalmente os cultos evangélicos em locais públicos, não foi criada uma lei para disciplinar esses acontecimentos? Pq essa lei só foi criada agora, depois que o pastor Moisé virou oposição? Acho que isso mais parece uma revanche politica do que preocupação com o bem estar social do povo.

Anônimo disse...

A PMP acaba de colocar em seu site, através de Waldir Silva, o pedido de desculpas oficial. O Povo evangélico agradece a atenção embora atrasada e só depois de cobrada.

Anônimo disse...

� isso ai Darci o meu voto � seu,tem que fazer esses crente ficar calado,o Luiz Vieira t� de parabens, esses crente tem que aprender a n�o ser trairas,j� era pra ter feito isto a muito tempo.P�e ordem nesta cidade nos gostamo � disso!

Anônimo disse...

continuo a caminhada em passos firmes,e volto a pedir {SENHOR PERDOE ELES TODOS,POIS AINDA CONTINUAN A NÃO SABER O QUE DIZEM}

Anônimo disse...

O que esperar do Prefeito que construiu dezenas de butecos nos canteiros central da PA 275 e dentro das praças? É o direito dele da escolha. Fomos nós que o escolhemos até 31 de dezembro de 2008. Sorte nossa que ele pode até criar outras regulamentações como esta só não pode mais é construir novos butecos.

Cris Ambrate Souza - Rio Verde disse...

Darci está escutando muito o Pe Luizão. Essa idéia de calar os evangélicos não é nova. Esse Luizão já vem comentando isso nas igrejas católicas há tempos. Esquece-se o prefeito que os evangélicos tem o direito constitucional de crer e de expressar essa crença aonde, como e quando quiser.

Anônimo disse...

tá certo Darci.. desce o cacete nesses crente

Anônimo disse...

com tudo q temos lido nos comentários desse assunto, a campanha do PSIU! e para quem não gostou do que o prefeito fez, te dou um conselho: dia 05 de outubro dá um PSIU! pra ele.
e manda ele voltar pra sala de aula de onde nunca deveria ter saido.

Anônimo disse...

Senhor nosso Deus perdoa , perdoa porque realmente não sabe o que fazem, sabemos que a volta de nosso senhor Jesus está próxima, e a binlia já nos alerta sobre essa questão.