segunda-feira, 28 de julho de 2008

FATOS & BOATOS

Informações obtidas junto à coligação “Aliança para o Bem de Parauapebas” asseguram que a candidatura de Bel Mesquita está mais forte do que nunca.
Alguns boatos que circulam pela cidade dão conta de uma presumível impugnação da candidatura de Bel pelo fato de o seu nome estar no TSE como impugnado. Realmente tal inscrição consta do site do TSE, mas apenas como um informativo da existência da Ação.
Os especuladores e boateiros de plantão por hora se aproveitam da informação para tentar criar um fato político. O que há de concreto é que a coligação do PT pediu a impugnação da candidatura de Bel, mas não há julgamento sequer na Primeira Instância.
Há informação fidedigna também , que foi pedida na Justiça a cassação de registro da candidatura de Darci Lermen por abuso de poder político na campanha e um pedido de investigação judicial para se apurar abuso de poder econômico. Ambos os processos ainda estão tramitando.

5 comentários:

Anônimo disse...

Enquanto Darci tenta ganhar no tapetão, Bel ganha cada vez mais a simpatia do povo. Tudo isso é o Margalho tentando mostrar serviço...

Vai pedir voto, Darci!!

Anônimo disse...

realmente, Darci tá passando dos limite gastando dinheiro do povo na campanha. pra ter agua não tem dinheiro mais para gasolina parece até que comprou o posto do rafael. ~E abuso mesmo

Anônimo disse...

O inédito acontece em Parauapebas,imaginem voces um veículo modelo Pagero,rodando como carro som,tem gente que ainda diz que os aloprados só locam carros caindo aos pedaços, na verdades esta é mais uma afronta à população mais carente.

Anônimo disse...

Me adimira muito o jornal que é mantido pelo governo um tal de correio do Pará que que dar notícia de primeira, não procurar saber dos fatos, mas também, agora ele é Darci e pronto, no ano que vem eles vão correr atraz do preju! porque tem gente que é igual parasita´só vive sugando.SE é verdade que ainda não foi julgado então ta errado e se tá errado quem conserta?

Comunicador disse...

Os sacramento antes de publicar mais uma notícia enganosa admitiam que sabiam das penalidades que serão lhes impostas e diziam que a relação custo/beneficio sustificavam as multas que receberão. O doído dessa história é que quem vai pagar tão planejadas multas, são os cofres públicos. De todo jeito o povo já sai perdendo. Coisas da política!