segunda-feira, 28 de abril de 2008

PROJETO GUANANDI - PARAUAPEBAS

A Guanandi, empresa do Grupo WTorre, nos mostra a primeira fase de um empreendimento de urbanismo em Parauapebas (PA), que faz parte do projeto que abrange a construção de 25 mil casas, com valor global de vendas de R$ 1,6 bilhão nos próximos três anos.

Projeto revolucionará o setor imobiliário em Parauapebas. Veja abaixo fotos da maquete do bairro e das casas a serem construídas.

Serão 15 mil casas no Pará, das quais 12 mil em Parauapebas e 3 mil em cidades próximas, mais 8 mil no Rio Grande do Sul e 2 mil em outras localidades. Em Paraupebas, serão entregues 2,4 mil casas em 2008. Segundo a presidente da Guanandi, Sandra Ralston, a produção das casas já começou em abril. No segundo semestre, será lançada a segunda fase do empreendimento em Parauapebas e o projeto do Rio Grande do Sul.

Sem revelar valores, Sandra informou que o preço das casas vai depender da região.

As casas terão área de 53 metros quadrados e 150 metros quadrados, com foco em famílias com renda a partir de quatro salários mínimos.

O Bradesco vai financiar a compra das casas da primeira fase de Parauapebas, com taxas de juros a partir de 9% ao ano. O prazo de financiamento será de 300 meses. A Fernandez Mera será responsável pelas vendas.

Embora Parauapebas fique a 60 quilômetros de Carajás (PA), a presidente da Guanandi disse que o projeto não se destina aos funcionários da Companhia Vale . Segundo Sandra, a Vale não vai financiar a compra de casas pelos funcionários. "Temos uma parceria com a Vale, que nos fornece pesquisas sobre o perfil da região e da mão-de-obra local", disse. De acordo com a presidente da Guanandi, a expectativa de faturamento para a empresa é de R$ 250 milhões no primeiro ano.

A Guanandi pretende abrir capital em 2009 ou 2010. "Como se trata de uma empresa nova, é mais fácil montar a área de governança corporativa", disse Sandra. Segundo a executiva, uma parceria com um sócio estratégico também não é descartada. "Estamos abertos a oportunidades", afirmou.

Guanandi foi a primeira madeira de lei certificada no Brasil, segundo Sandra.

A marca Guanandi, substitui o nome WTorre Urbanismo, adotado até então para a empresa criada no primeiro semestre pelo Grupo WTorre. "A marca Guanandi tem tudo a ver com o urbanismo que queremos implantar", disse Sandra. A tecnologia desenvolvida pela empresa possibilita a construção de 24 casas por dia. Os projetos vão contar com infra-estrutura de ruas, saneamento e iluminação pública, além de áreas institucionais para hospitais, escolas, creches e centros de convenções, serviços e lazer.

No momento, a empresa está negociando a oferta desses serviços com parceiros locais. Atualmente, o banco de terrenos da empresa é de 10 milhões de metros quadrados, com áreas no Pará e no Rio Grande do Sul.

Fonte: Agência Estado
Fotos : Izabel Gaia


Vista interna de casa a ser construída - Projeto Guanandi


Maquete do bairro que está sendo implantado em Parauapebas


Foto ilustrativa de casa a ser construída

Um comentário:

Comunicador disse...

Esse blog vai arrebentar e arrebentar o futuro de muita gente.